Coreia do Norte Donald Trump Estados Unidos EUA

Líder da Coréia do Norte, Kim, convida Trump a Pyongyang em nova carta

O líder norte-coreano Kim Jong Un convidou o presidente dos Estados Unidos Donald Trump a visitar Pyongyang em uma carta enviada em agosto, informou um jornal sul-coreano na segunda-feira, citando fontes diplomáticas. A carta, que o segundo Trump recebeu de Kim no mês passado, em meio a negociações de desnuclearização entre os dois países, antecedeu o mais recente lançamento da Coréia do Norte de projéteis de curto alcance há uma semana.

Na segunda carta, entregue a Trump na terceira semana de agosto, Kim falou de sua vontade de encontrar Trump para outra cúpula, disse uma fonte ao jornal Joongang Ilbo. Nem a Casa Branca, o Departamento de Estado dos EUA ou a missão norte-coreana nas Nações Unidas responderam aos pedidos de comentários da Reuters.

Trump e Kim se reuniram três vezes desde junho do ano passado para discutir maneiras de resolver uma crise sobre os programas de mísseis e nucleares da Coréia do Norte, mas o progresso substancial tem sido escasso. A dupla se encontrou pela última vez na Zona Desmilitarizada (DMZ) entre as duas Coréias em junho e concordou em reiniciar as negociações em nível de trabalho que estavam paralisadas desde a segunda cúpula malsucedida entre os dois líderes do Vietnã em fevereiro.

A rodada de mísseis de curto alcance da semana passada ocorreu poucas horas depois que o vice-ministro das Relações Exteriores, Choe Son Hui, disse que a Coréia do Norte estava disposta a ter “discussões abrangentes” no final deste mês.

Trump disse posteriormente que estaria disposto a encontrar Kim em algum momento no final deste ano.

Trump disse em 9 de agosto que recebeu uma “carta muito bonita” de três páginas de Kim e acrescentou que poderia ter outra reunião com ele

Anúncio