Conflitos Europa Noticias Terrorismo

Bruxelas aumenta o apoio às atividades de luta contra o terrorismo no Sri Lanka

A Comissão Europeia, através do seu instrumento para contribuir para a estabilidade e a paz, atribuiu 8,5 milhões de euros para apoiar o Sri Lanka nos seus esforços para impedir o extremismo violento e promover os esforços de paz na nação insular.

A decisão ocorre após uma reunião no início deste mês entre a chefe de Relações Exteriores da UE, Federica Mogherini , e o ministro do Exterior do Sri Lanka, Tilak Marapana , o primeiro ressaltou a disposição da UE de apoiar o Sri Lanka em seu esforço para combater o terrorismo.

Três igrejas e três hotéis de luxo na capital comercial do Sri Lanka, foram alvo de uma série de atentados suicidas coordenados por terroristas em abril. Os ataques mataram 258 pessoas e mais tarde foram atribuídos a seguidores do ISIS e da National Thowheeth Jama’ath , um grupo terrorista local islâmico que tem ameaçado regularmente os budistas, hindus e cristãos do Sri Lanka – os três maiores grupos religiosos do país.

Responder a ataques terroristas é um desafio adicional para o Sri Lanka após décadas de conflito sangrento entre as comunidades hindu e budista. O desafio de resolver seus refugiados e pessoas deslocadas, bem como as operações de desminagem, continuam a minar recursos do governo central.

Os 8,5 milhões de euros de apoio da Europa ajudarão a reforçar a capacidade das autoridades cingalesas para responder às ameaças terroristas, ao mesmo tempo que lhes proporcionam os meios para se concentrarem na prevenção do extremismo através de parcerias com os actores das redes sociais globais.

Anúncio